Categorias
Busca

Se você tinha dúvidas sobre estudar ou não no Canadá, agora é a melhor hora para perder o medo e embarcar. Isso porque o governo canadense está incentivando a entrada de estudantes brasileiros no país, com portas abertas pra quem quer passar por lá ou iniciar uma carreira no local.

Estudantes do mundo todo estão, cada vez mais, interessados em fazer intercâmbio ou iniciar sua carreira no país. Embora seja fácil atribuir o crescimento ao “efeito Trump”, a tendência começou muito antes de o presidente dos EUA anunciar sua primeira proibição de viagem este ano. Os esforços do governo canadense para aumentar o número de estudantes coincidiram com o aumento da classe média em países emergentes – como o Brasil – e estimula muitas pessoas a escolher o país como destino.

Taxas de matrícula relativamente atrativas e uma reputação de educação de qualidade. Esses fatores reforçam a posição do Canadá como o principal destino de aprendizado, apesar da intensa competição global por talento. O que mais importa é o que o Canadá faz para manter talentos. 

O país toma uma fatia maior da torta mundial de talentos. O número de estudantes internacionais inscritos em estudos pós-secundários no Canadá começou a crescer na década passada e chegaram a quase 415 mil em 2016, acima de 350 mil a mais do que no ano anterior e mais do que o dobro dos 180 mil registrados em 2007.

O Canadá ainda absorve um número relativamente baixo de estudantes pós-secundaristas se comparado aos EUA, Reino Unido e Austrália. Mas o crescimento das inscrições de estudantes estrangeiros por lá ultrapassa o de outros países. 

Com uma meta de aumentar o tamanho de acadêmicos internacionais em cerca de 450 mil até 2022, o plano do governo federal tem sido um importante guia por trás do fluxo de estrangeiros estudando no Canadá. É a hora de aproveitar a oportunidade e fazer parte desta rede que cresce mais a cada dia!